DF: após defender mãe em briga, jovem quase é morto pelo próprio pai

O rapaz, de 18 anos, evitou que o homem batesse nela. Agressor responderá, em liberdade, por tentativa de homicídio

Divulgação/PCDFDivulgação/PCDF

atualizado 23/04/2019 18:48

Uma briga familiar quase acaba em tragédia em Santa Maria. Depois de chegar bêbado em casa e ameaçar bater na mulher, um homem foi enfrentado pelos filhos, que defenderam a mãe. Furioso, ele tentou matar um deles atropelado.

O caso ocorreu na quinta-feira da semana passada (18/04/2019), mas só agora foi divulgado pela Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF). As investigações estão a cargo da 33ª Delegacia de Polícia (Santa Maria). O agressor, de 52 anos, se apresentou à unidade policial e responderá por tentativa de homicídio em liberdade.

Tudo começou por volta das 19h daquela quinta, quando a mulher e os filhos estavam em casa e o pai teria chegado alterado. Quando ela questionou o estado do marido, ele não gostou da cobrança e a humilhou. O clima esquentou e o homem ameaçou agredir a companheira.

O filho de 18 anos quebrou o vidro do carro do pai, chamando para ele a ira do homem. Embora tenha fugido a pé, o rapaz foi alcançado pelo agressor.

Segundo o delegado-chefe da 33ª Delegacia de Polícia (Santa Maria), Rodrigo Têlho, o pai surtou, entrou no automóvel e acelerou o carro. “O rapaz foi arremessado contra uma grade e bateu no para-brisa, cortou a boca e precisou levar 37 pontos”, disse ao Metrópoles.

Ainda de acordo com o titular da unidade policial, o homem se apresentou dois dias após o crime, confessando o que tinha feito. De acordo com a PCDF, ele alegou ter tomado tal conduta “movido por raiva, pelo fato de ter sido desrespeitado pelo filho dentro da própria casa”.

Últimas notícias