Alvo de 51 inquéritos, testemunha de operação contra o PCC acaba presa

A ficha do criminoso é tão extensa que ele tem passagens por todas as delegacias do Plano Piloto

Durante a deflagração da Operação Circuitus, da Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos (DRFV), na manhã de quinta-feira (19/10), ocorreu um fato curioso envolvendo uma das pessoas requisitadas para testemunhar o cumprimento dos mandados de busca e apreensão. Um homem acabou preso pelos agentes da Divisão de Operações Especiais (DOE) por figurar em 51 inquéritos policiais, a maioria por furto.

Rômulo Albano Costa das Neves, 39 anos, estava em uma parada de ônibus, por volta das 5h30, em Sobradinho, quando foi chamado pela Polícia Civil. Um dos agente suspeitou do nervosismo do homem e consultou o sistema da PCDF. Rômulo tinha quatro mandados de prisão em aberto.

O suspeito era procurado havia cerca de um mês por policiais da Delegacia de Capturas Policiais Interestaduais (DCPI). A ficha do criminoso é tão extensa que ele tem passagens por todas as delegacias que existem no Plano Piloto, como a 1ª DP (Asa Sul), 2ª DP (Asa Norte), 5ª DP (Área Central), além da 3ª DP (Cruzeiro), 9ª DP (Lago Norte), 10ª DP (Lago Sul), e unidades especializadas, como a DRFV e a Delegacia de Roubos e Furtos (DRF).

O foragido foi levado para a carceragem do Departamento de Polícia Especializada (DPE) e deverá ser transferido para o Centro de Detenção Provisória (CDP), no Complexo Penitenciário da Papuda.