*
 

A vacina BCG está em falta nas unidades de saúde do Distrito Federal. Segundo a Secretaria de Saúde, o desabastecimento pontual ocorre por conta de um atraso no repasse feito mensalmente pelo Ministério da Saúde.

A BCG previne contra a tuberculose e é uma das principais vacinas do calendário infantil, sendo recomendada para bebês 30 dias após o nascimento. Ainda de acordo com a pasta, a média anual de doses de BCG aplicadas na capital é de 43 mil. A promessa é de que os estoques sejam repostos logo após o Carnaval.

Diante do problema, pais estão procurando clínicas particulares para vacinar os filhos. Na rede privada, a dose custa de R$ 90 a R$ 120, em clínicas localizadas na Asa Sul e no Sudoeste.

Em nota, o Ministério da Saúde informou que a distribuição da BCG para os estados brasileiros será normalizada ainda no mês de fevereiro, com a entrega de aproximadamente 1,8 milhão de doses.

O órgão também explicou que o laboratório fornecedor do Ministério da Saúde, a Fundação Ataulpho de Paiva (FAP), interrompeu a produção em 2017 para adequações às regras de boas práticas de fabricação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

“A distribuição de todos os imunobiológicos pelo Ministério da Saúde é feita com base nos pedidos das secretarias estaduais de saúde, de acordo com os estoques nacionais disponíveis. Os estados são responsáveis por gerenciar e estabelecer um fluxo de distribuição para os municípios”, esclarece a nota.

 

 

COMENTE

vacinaçãoBCGSecretaria de Sa
comunicar erro à redação

Leia mais: Saúde