*
 

Uma mulher grávida sofreu aborto espontâneo em um banheiro do Hospital Regional da Asa Norte (Hran), na manhã desta terça-feira (7/11). Segundo a Secretaria de Saúde do DF, a paciente estava gestante de 17 semanas e chegou à unidade de saúde reclamando de dores. No entanto, perdeu a criança antes de receber atendimento.

Ainda de acordo com a pasta, a mulher deu entrada no Hran às 6h26 e recebeu classificação amarela. Às 8h36, as equipes médica e de enfermagem do hospital foram chamadas ao banheiro feminino do pronto-socorro obstétrico.

No local, constataram que a paciente havia sofrido um “aborto espontâneo incompleto”. Nesses casos, o desenvolvimento do feto ou da placenta é interrompido, e o conteúdo da gestação fica retido dentro do útero por mais de 30 dias, podendo ser expelido.

A Secretaria de Saúde afirmou ainda que a grávida foi prontamente encaminhada ao centro obstétrico para realização de curetagem uterina e segue aos cuidados das equipes médica e de enfermagem. Também foi solicitado apoio psicológico para a mulher, que permanece em observação.

 

 

COMENTE

Secretaria de SaúdeHranaborto espontâneo
comunicar erro à redação

Leia mais: Saúde