*
 

A Secretaria de Saúde registrou, desde janeiro deste ano, 23.228 casos suspeitos de dengue no Distrito Federal. Destes, 20.779 (89%) são de moradores de Brasília e 2.449 (11%), de outras unidades da Federação. Das ocorrências confirmadas, 17.456 estão entre residentes da capital federal e 2.111 referem-se a pacientes de fora do DF, mas diagnosticados aqui.

Entre os quadros mais complicados, 38 pacientes residentes do DF foram notificados com dengue grave e 20 deles morreram. Em 2015, foram 23 óbitos no mesmo período. Os dados estão no Informativo Epidemiológico de Dengue, Chikungunya e Zika nº 41, divulgado pela Saúde nesta terça-feira (11/10).

Entre as regiões administrativas com maior número de registros, os destaques ficaram com Brazlândia (1.939), Ceilândia (1.905), São Sebastião (1.741), Taguatinga (1.453), Planaltina (1.407) e Samambaia (1.372). Essas localidades respondem por 9.817 casos (56% do total).

O boletim também mostra oito regiões administrativas com redução no índice da doença em comparação com 2015. São elas: Cruzeiro (-51,72%), Sobradinho II (-50,49), Gama (-40,29), Planaltina (-35,64), Asa Norte (-23,84%), Sobradinho (-14,29), Varjão (-9,09) e Lago Sul (-6,25).

Zica e Chikungunya
A pesquisa também confirmou 152 registros da febre chikungunya em moradores do DF em 2016. Destes, 35 pacientes contraíram a doença dentro de Brasília (casos autóctones) e 58 foram infectados em outras unidades federativas, mas residem na cidade (importados).

Nos outros 59 não foi possível identificar o local provável da infecção. Entre os moradores de outras localidades do Brasil que receberam o diagnóstico no DF foram contabilizados dez casos confirmados.

Também foram atestados, desde o início do ano, 173 registros de zika vírus em moradores de Brasília. Dentro do DF, contabilizaram-se 53 casos, e 14 vieram de outras unidades da Federação.

Em 106 situações não foi possível ainda identificar o local provável da infecção. No boletim da Saúde, há 21 notificações em moradores de diversos estados que receberam o diagnóstico na capital federal.

Gestantes
De julho de 2015 até o início de outubro deste ano, foram confirmados 24 casos de gestantes residentes do DF infectadas pelo zika vírus, além de 14 moradoras de outras unidades federativas, mas notificadas em Brasília.

Das 38 gestantes registradas, 28 já tiveram bebês. Destes, 26 nasceram sem intercorrências e dois morreram. Em um dos óbitos, houve má formação decorrente da infecção pelo zika vírus. O contágio ocorreu no primeiro trimestre da gestação. Entre os 28 partos feitos no DF, 22 são de residentes de Brasília e seis, de outras unidades da Federação.

 

 

COMENTE

denguechikungunyazika
comunicar erro à redação

Leia mais: Saúde