Professores da rede particular desaprovam decisão de retomar aulas no DF

Sindicato que representa a categoria disse que a medida da Justiça pode acarretar "uma onda descontrolada de infecções da Covid-19"

atualizado 05/08/2020 6:37

O Sindicato dos Professores em Estabelecimentos Particulares do Distrito Federal (Sinproep) lamentou, nesta terça-feira (4/8), a decisão da 6ª Vara do Trabalho que revogou a liminar que suspendia o retorno das atividades presenciais na rede privada de ensino.

As aulas estão suspensas desde março como medida de controle do avanço do novo coronavírus. Em nota, a entidade classificou a decisão como “inusitada” e afirmou que pretende recorrer.

“Já estamos em contato com o Ministério Público do Trabalho para articular recurso no sentido de conseguir a suspensão das aulas presenciais”, defende.

Ainda no texto, o Sinproep afirma que a reabertura gradual das escolas “provocará uma onda descontrolada de infecções da Covid-19”. “Vamos continuar a luta em defesa da vida, bem maior que está acima dos interesses econômicos”, concluiu o sindicato.

0

Últimas notícias