*
 

O Governo do Distrito Federal anunciou, durante coletiva na manhã desta quinta-feira (1º/11), o encerramento do exercício financeiro de 2018. Segundo o chefe da Casa Civil, Sérgio Sampaio, foram proibidos novos empenhos, mas os serviços contratados para manutenção, limpeza e vigilância serão pagos.

O secretário explicou que há uma reserva para as despesas necessárias de R$ 1,5 bilhão. “O que não vamos permitir a partir de agora são novas despesas, a não ser que fique provado que elas são justificáveis. Não faz sentido no final do ano, prestes a entregar o governo, iniciarmos novos projetos com novos gastos. Não sabemos se a nova gestão vai querer abraça-los.”

Sampaio assegurou que todos os servidores fecharão 2018 com salário e décimo terceiro pagos. “Os fornecedores também não precisam se preocupar. Vamos continuar com a manutenção da cidade. Não vamos abandonar o Distrito Federal, como tem sido uma prática nos últimos anos. Vamos passar o governo da melhor maneira possível para que Ibaneis possa trabalhar”, afirmou.

O balanço orçamentário completo só será revelado em dezembro. A expectativa do governo é o equilíbrio das contas, ou o mais próximo possível da estabilidade. Também participaram da coletiva o secretário de Fazenda, Wilson de Paula, e de Planejamento Orçamento e Gestão, Renato Brown.