*
 

Ao que tudo indica, não será desta vez que o presidente da República, Michel Temer (MDB), receberá o título de cidadão honorário de Brasília. A proposta foi apresentada na última sexta-feira (9/2) pelo distrital Wellington Luiz (MDB), vice-presidente da Câmara Legislativa e correligionário do chefe do Executivo federal. Mas causou desconforto entre os demais deputados.

Em ano de disputa nas urnas, ninguém quer agraciar Temer com uma honraria que pode ser malvista pelos eleitores, uma vez que o presidente amarga índices de impopularidade altíssimos.

“Se fosse em outro momento, até eu defenderia esse título. Mas com os números do presidente, não dá”, disse um distrital que pediu para não ter o nome divulgado – ele é de partido aliado ao presidente.

Até o autor do Decreto Legislativo n° 168/2016 admite que a proposta não deve vingar na CLDF. “O projeto foi um fato partidário. Ainda vou analisar com o presidente [da Câmara, Joe Valle, do PDT] a continuidade da tramitação. Foi um pedido externo”, esquiva-se Wellington Luiz.