*
 

Denunciado pelo Ministério Público do Distrito Federal e Território (MPDFT) por corrupção passiva, o deputado Bispo Renato Andrade (PR) afirmou, nesta terça-feira (22/11), que as iniciais que aparecem no bloco de notas do também deputado Cristiano Araújo (PSD) podem ser qualquer “merda”, menos as dele.

“Meu nome é Renato Andrade dos Santos, RSA, e está nos autos. O resto pode ser bloco partidário ou qualquer outra merda”, atacou Bispo Renato.

Segundo denúncia apresentada pelo MPDFT, as iniciais de deputados membros da Mesa Diretora, suspeitos de aprovar emendas em troca de propina, aparecem em planilhas encontradas no celular de Cristiano Araújo. Cada um dos cinco distritais denunciados receberia R$ 50 mil.

O MP apresentou nesta segunda-feira (21/11) denúncia contra os membros da Mesa Diretora Raimundo Ribeiro (PPS), Julio Cesar (PRB), o próprio Bispo Renato, além da presidente afastada da Câmara Legislativa Celina Leão (PPS) e Cristiano Aráujo.

Bispo Renato afirmou que, ainda em agosto, ofereceu ao MP seus sigilos bancário, fiscal e telefônico, que já foram quebrados pela Justiça a pedido dos promotores. Ele também disse ter pedido para ser ouvido, mas não conseguiu se defender.

“O Ministério Público não quis me ouvir, então agora eu vou poder me defender e provar minha inocência. O MP fez um ótimo trabalho, só não posso concordar com ele”, declarou o parlamentar.

 

 

COMENTE

DefesacelularBispo renatoplanilha
comunicar erro à redação

Leia mais: Política