Penitenciária Feminina do DF registra mais 36 casos de Covid-19

Segundo a Seape, internas são do Bloco 3 e estão isoladas, em quarentena, desde o dia 16. Já são 48 infectadas, entre elas uma policial pena

atualizado 22/09/2021 8:24

Reprodução/Google Street View

A Secretaria de Administração Penitenciária do Distrito Federal (Seape-DF) divulgou que a Colmeia, no Gama, registrou mais 36 casos positivos para coronavírus. Agora, ao todo, há 47 detentas infectadas e uma policial penal diagnosticada com Covid-19.

Segundo a Seape, todas as internas são do Bloco 3 e estão isoladas, em quarentena, desde o dia 16. O isolamento vai durar 14 dias, como manda o protocolo sanitário recomendado pela Organização Mundial de Saúde (OMS). O estado de saúde do grupo é considerado estável e nenhuma precisou de internação. A policial penal se recupera em casa, afastada de suas funções.

Atualmente, há 720 custodiadas na unidade prisional, que tem capacidade para 1.028. Desde o início da pandemia, foram registrados, ao todo, outros 89 casos de coronavírus. A pasta realizará desinfecção na unidade e em todo o sistema prisional com apoio do Exército Brasileiro.

Todas as detentas do presídio já foram vacinadas contra a Covid-19, com dose única, da Janssen.

A Vara de Execuções Penais (VEP) suspendeu as visitas de parentes até o dia 30 de setembro. O contato com advogados também foi limitado.

Na quarta-feira passada (15/9), 11 detentas da Penitenciária Feminina do Distrito Federal foram diagnosticadas com o novo coronavírus. Em uma semana, o número de internas infectadas subiu mais de quatro vezes. Apesar disso, a Seape diz que não se trata de um surto e que a situação está sob controle.

Saiba como as vacinas contra Covid-19 atuam:

0

 

Últimas notícias