No DF, 74 brasilienses estão na lista de espera por um leito de UTI

Desse total, 23 têm suspeita de estarem ou foram confirmados com Covid-19. Há apenas um leito vago para a doença na rede pública local

atualizado 26/02/2021 18:45

Vice-governador Paco Britto entrega oito leitos da UTI neonatal do HMIB; Leitos UTIRafaela Felicciano/Metrópoles

O sistema de saúde do Distrito Federal tem 74 pessoas na lista de espera por um leito de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Dessas, 23 estão com suspeita ou tiveram diagnóstico confirmado de Covid-19.

Os dados constam no Painel Info-Saúde-DF, que apresenta os dados da Covid-19 na capital, e foram registrados às 17h10 desta sexta-feira (26/1).

Todos os pacientes que precisam de um leito específico para Covid-19, são adultos. Dados da Sala de Situação da Secretaria de Saúde (SES) da tarde desta sexta mostram que existe apenas um leito de UTI vago para pacientes com a doença no sistema de saúde: 11 leitos aguardam liberação.

De acordo com o painel Info-Saúde-DF, a taxa de ocupação total de leitos é de 98,22%. No que se refere aos leitos para adultos, o índice atinge 99,40%.

Confira: 

Painel da fila de espera por um leito de UTI
Painel mostra fila por um leito no DF
Mais leitos serão ativados

O governador Ibaneis Rocha (MDB) anunciou, nesta sexta-feira (26/2), a ativação de mais 60 leitos para tratamento de Covid-19 no Distrito Federal. Segundo o emedebista, 20 deles serão no Hospital de Campanha de Ceilândia e outros 40 no Hospital Regional de Santa Maria (HRSM).

Veja a publicação:

As medidas integram o pacote divulgado na noite de quinta-feira (25/2), quando o chefe do Executivo decidiu estabelecer, a partir de segunda-feira (1º/3), lockdown parcial das atividades, com restrição de horários de funcionamento das 20h às 5h. A exceção é apenas para os serviços essenciais.

Nesta sexta, o titular do Palácio do Buriti também vai determinou a proibição da venda de bebidas alcóolicas nos estabelecimentos comerciais, incluindo supermercados, bares e restaurantes, a partir das 20h da próxima semana.

Últimas notícias