Homem morto a facadas no Guará tinha 40 anos e era esquizofrênico

De acordo com as investigações, a vítima pode ter discutido com alguma pessoa na rua logo após ter deixado o estabelecimento comercial

A Polícia Civil identificou o homem morto a facadas, quando deixava um bar, na QE 1, do Guará I, na noite do último domingo (8/5). Robson de Lima Oliveira, 40 anos, tinha diagnóstico de esquizofrenia e não teve chance de se defender após ser atingido por um golpe de faca no tórax.

De acordo com as apurações, a vítima pode ter discutido com alguma pessoa na rua, logo após deixar o estabelecimento comercial, onde teria ido apenas comprar refrigerante. Quando foram acionados, os policiais encontraram o homem caído de costas com uma lesão profunda no lado esquerdo do tórax.

Investigadores ouviram testemunhas e pessoas ligadas à família da vítima. A PCDF deverá analisar imagens registradas por câmeras de segurança que possam ter flagrado a movimentação do autor do crime.