Os bastidores da cobertura policial de um jeito que você nunca viu

Golpista fatura R$ 1 mi com “crédito fake” de materiais de construção

Vandré Faustino oferecia créditos em lojas de material de construção por um preço menor do que o de mercado e fugia com o dinheiro

atualizado 23/11/2021 7:34

Vandré Gonçalves Faustino, estelionatário preso pela PCDFMaterial obtido pelo Metrópoles

A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) cumpre, nesta terça-feira (23/11), um novo mandado de prisão contra um estelionatário acusado de roubar R$ 912 mil num golpe de falsos negócios de construção. Vandré Gonçalves Faustino está preso desde o mês passado e, agora, foi decretado outro mandado de prisão contra ele, desta vez preventivo, como forma de garantia da ordem pública.

A PCDF cumprirá, nas primeiras horas desta terça, um mandado de busca e apreensão na residência do suspeito, além do bloqueio da conta corrente dele.

Diversas testemunhas relataram que Vandré oferecia crédito em loja de materiais de construção, com valor abaixo do mercado. Ele alegava que possuía parcerias com diversas marcas e estabelecimentos do ramo e que, por isso, conseguiria adquirir os itens com custo menor para os seus clientes.

Toda a negociação era feita via WhatsApp. Vandré anunciava um valor, por áudio ou mensagem de texto, e a vítima pagava o montante, acreditando que receberia os produtos na data estipulada. Porém, com o dinheiro em mãos, o golpista bloqueava o contato e desaparecia do mapa antes de honrar o acordo firmado. Às vezes chegava a entregar parte dos produtos.

A investigação também pediu o bloqueio das contas bancárias de Valter Gonçalves Faustino e Rafaella Alanna de Oliveira Silva, ambos também alvo da ação da PCDF desta terça.

Mais lidas
Últimas notícias