Motorista que deixou criança presa em van pode ter autorização cassada

O Detran informou que deve abrir processo administrativo para averiguar a conduta do homem. Garotinha foi deixada no calor por 20 minutos

atualizado 25/09/2018 14:18

Reprodução

O motorista de van escolar Francinaldo Nunes Pereira, 43 anos, sócio-proprietário da empresa Tio Naldo & Tia Kelly, preso em flagrante após deixar uma criança de 3 anos trancada, sozinha, dentro do veículo, pode ter a autorização para o transporte escolar cassada pelo Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF).

De acordo com o diretor de Policiamento de Trânsito do órgão, Glauber Peixoto, a conduta do motorista, principalmente em relação à prática criminal, será avaliada, e ele poderá, inclusive, ter o documento suspenso para atuar no ramo.

“O Detran deve abrir processo administrativo para averiguar a situação. Existe, no DF, um decreto de 2016 sobre transporte escolar que prevê desde advertências até mesmo a cassação da autorização para realizar o serviço. Por essa razão, precisamos verificar a prática do motorista para saber qual vai ser a medida imposta a ele”, explicou Peixoto.

Ainda com base em informações do Detran, o veículo está regular e não tem infrações. O motorista é experiente e tem autorização para dirigir vans escolares. “As vistorias são feitas semestralmente e ele estava com a van regularizada para este 2º semestre. O veículo é novo e constatamos que Francinaldo trabalha no ramo há seis anos”, destacou.

O caso ocorreu na manhã de segunda-feira (24/9), no estacionamento do Serviço Social da Indústria (Sesi) de Sobradinho. A menina de 3 anos foi resgatada por agentes do Detran que faziam fiscalização de rotina nas proximidades da Quadra 3 de Sobradinho. Eles foram procurados por populares que denunciaram o caso.

Um dos agentes fez o flagrante, em vídeo. Na imagem, que circula pelas redes sociais, Francinaldo assume que deixou a criança dentro do veículo por 20 minutos e pediu desculpas. Aos fiscais, ele se justificou dizendo que estava acompanhando outra pessoa dentro da unidade que participava de uma aula de hidroginástica.

Assista:

“Estava de casaco, no calor, chorando e suando muito. Nosso agente ia quebrar o vidro da van quando ele [Francinaldo] apareceu. Conseguimos evitar o pior. Poderia ter acontecido uma tragédia”, comentou Peixoto.

Áudio
Em um grupo fechado de WhatsApp, a mulher de Francinaldo e proprietária da empresa divulgou um áudio: “Aqui é a Tia Kelly falando. Aconteceu um incidente com o meu esposo. É um alerta, porque realmente a gente esquece, tá? O que aconteceu com a gente, não queremos que aconteça com ninguém, beleza?”, disse.

O motorista foi preso em flagrante por abandono de incapaz. Por volta das 15h de segunda, a 13ª DP (Sobradinho) liberou o homem após pagamento de fiança de R$ 1 mil. Ele vai responder em liberdade.

A mãe da criança esteve na delegacia com uma testemunha, que também prestou depoimento. A reportagem tentou contato com a empresa Tio Naldo & Tia Kelly na manhã desta terça (25), mas, até a última atualização deste texto, os responsáveis não se manifestaram.

Mais lidas
Últimas notícias