*
 

A liberação de parte da área onde ocorreu o desabamento do viaduto despertou a atenção de muitos curiosos. Dezenas de pessoas que trabalham nas proximidades ou  simplesmente estavam de passagem pelo local pararam para ver o resultado do desastre ocorrido nesta terça-feira (6/2).

Algumas fotografavam, faziam selfies e vídeos. Outras apenas lamentavam o episódio na manhã desta quarta (7). O aposentado Cláudio Agatão Alvarenga, 85, disse que foi ao local por não acreditar no que estava acontecendo.

“Eu estava em casa ontem quando recebi a notícia. Sou candango. Do início de Brasília. Eu vi tudo isso ser construído. Torço para que a área seja recuperada o quanto antes”, ressaltou o morador de Vicente Pires.

Ao seguir para o trabalho na área central na manhã desta quarta-feira (7), o analista de sistemas Jefferson Sousa, 33, parou para ver e fotografar o buraco na pista de 40 metros aberto no Eixão Sul. “Passo aqui todos os dias. É assustador. Ninguém espera que uma coisa dessas aconteça”, comentou.

Serafim Alves, 77, e a esposa Maria Auxiliadora Pinheiro Alves, 66, residem no Rio de Janeiro e vieram passar o Carnaval em Brasília. Na manhã desta quarta, eles levaram o sobrinho, Ewelton Trovisco Mesquita, 35, para tirar uma selfie no local.

“Ficamos sabendo da notícia ontem (terça) à tarde, assim que desembarcamos do avião. O nosso sobrinho de Cuiabá também está acompanhando a gente na viagem e não conhecia Brasília”, ressalta Serafim (foto em destaque).

 

 

COMENTE

Turismofotosselfieviadutodesabamento eixão sul
comunicar erro à redação

Leia mais: Distrito