*
 

Namorado da Aline Stela Xavier de Ázara, 37 anos, Marcelo Augusto dos Santos Amorim recebeu, nesta quarta-feira (27/6), uma mensagem de uma moradora de Santa Maria dizendo que viu uma mulher com a aparência semelhante à advogada na região administrativa. A jovem está desaparecida desde segunda-feira (25).

“Ontem, uma moradora de Santa Maria disse que havia conversado com uma pessoa com as descrições da Aline. Mostrei fotos e tanto a senhora, como o marido dela, confirmaram que era ela. Só achei estranho o fato de informarem que estava sem óculos”, disse Marcelo.

Ainda segundo Marcelo, Aline tem parentes que moram na cidade. Após tomar conhecimento do possível paradeiro da advogada, os familiares foram ao Fórum de Santa Maria atrás de informações.

O caso
Aline foi vista pela última vez por volta das 12h30 de segunda em Sobradinho. Imagens do circuito de segurança mostram a mulher sacando dinheiro no mesmo dia em uma agência da Caixa da região administrativa. Os investigadores já tiveram acesso aos vídeos.

Após almoçar com a mãe, Irene Xavier da Silva Ázara, 59, em casa, a advogada seguiu rumo ao Fórum de Brasília. Segundo ela, a filha esqueceu a blusa de frio, retornou e saiu novamente em seu carro. Do fórum, ela seguiria para um cursinho na 607 Sul, mas desapareceu.

Desde segunda (25), as mensagens enviadas para a filha por um aplicativo não foram visualizadas. A mãe está apreensiva, mas confiante de que Aline será localizada.

Segundo a mãe, Aline voltou a morar com ela em setembro do ano passado, por motivos de saúde, e o relacionamento com a filha era bom. “Ela estava muito doente, com síndrome do pânico e sofrendo de ansiedade. Veio ficar aqui em casa e estava bem atualmente”, relata.

De acordo com Irene, os parentes tentam conseguir o vídeo do circuito de câmeras da agência da Caixa Econômica Federal em Sobradinho. Segundo relatos, a filha teria ido sacar dinheiro na segunda (25) e, ao lado do veículo, teria um carro com três homens.

Além de parentes, amigos e investigadores, a Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Distrito Federal (OAB-DF) também trabalha para ajudar a encontrar Aline. “A OAB-DF, junto com a sua Comissão da Mulher Advogada e a subseção de Sobradinho, está acompanhando as investigações, bem como dialogando com a família”, afirmou o presidente da Ordem, Juliano Costa Couto.

Caso é tratado como desaparecimento
A família de Aline registrou o caso na 13ª Delegacia de Polícia (Sobradinho), na terça-feira (26), um dia após o sumiço. Os policiais deram início às investigações e passaram a trabalhar em conjunto com a Delegacia de Repressão a Sequestros (DRS).

“Não há indícios de crime por enquanto. Estamos apurando, em conjunto com a 13ª DP, e tratando o caso como mais um desaparecimento. Nas imagens que tivemos acesso, da agência [bancária], ela aparece sacando o dinheiro, sozinha. Não sabemos ou vimos carro esperando do lado de fora”, explica o delegado-chefe da DRS, Leandro Ritt.

Qualquer informação que possa ajudar na localização da advogada deve ser encaminhada para o telefone (61) 99658-5272 ou ao serviço 197, da Polícia Civil. “É importante que continuem divulgando o caso e compartilhando a foto dela”, acrescenta Ritt.