*
 

O principal reservatório do Distrito Federal, a Barragem do Descoberto, atingiu 50,1% do volume útil nesta quinta-feira (8/2). Dessa forma, superou a meta de 50% estabelecida pela Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento Básico do Distrito Federal (Adasa) para o fim de maio.

Apesar do índice alcançado nesta quinta, a agência ressalta que a crise hídrica ainda é grave no DF, especialmente porque não há como prever se as chuvas nos próximos meses serão suficientes para manter estáveis os níveis dos reservatórios. Por essa razão, o Governo do Distrito Federal não tem previsão para o fim do racionamento de água.

“Portanto, é de fundamental importância a colaboração da população, que precisa conservar hábitos de uso racional da água e reduzir ainda mais o consumo. Esse resultado deve-se ao empenho da população em relação ao consumo consciente e às ações da Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb), que trouxeram novas fontes de água para o DF com as captações no Lago Paranoá e no Bananal”, ressaltou a Adasa, por meio de nota.