Mãe que pediu ajuda para festa da filha foi acusada de golpe em 2018

Joyce Alvarenga também tem passagens por furtos, ameaças e difamações. Ela voltou a chamar atenção da mídia após pedir ajuda nas redes

atualizado 24/03/2022 7:21

selfie de mulherArquivo Pessoal

A campanha de uma mãe nas redes sociais comoveu a internet nesta semana. Na mensagem, Joyce Alvarenga dos Santos, 39 anos, pedia ajuda financeira para conseguir fazer a festa de 15 anos da filha mais nova. Ela dizia trocar até faxinas por dinheiro a fim de realizar o sonho da adolescente. Após tantas manifestações de apoio, dezenas de pessoas resolveram denunciar a mulher, acusando-a de tentar aplicar um golpe.

Muitos trouxeram à tona uma polêmica de 2018, quando Joyce ficou conhecida nacionalmente ao receber a doação de uma cadeira de rodas do cantor sertanejo Gusttavo Lima. A ajuda era supostamente para o filho tetraplégico. Ela foi notada pelo famoso durante um show no Distrito Federal. Porém, dias depois, surgiram acusações de que ela teria vendido o equipamento.

À época, de acordo com uma empresária local, Joyce havia ganhado uma cadeira meses antes, que também teria vendido.

Veja as fotos de Joyce com o cantor sertanejo:

0

 

Além da acusação de ter negociado a cadeira de R$ 12 mil doada pelo sertanejo, o Metrópoles apurou que Joyce tem diversas ocorrências registradas na Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) por furtos, ameaças e difamações. Em 2021, ela teria furtado residências e comércios. Os itens incluíam sapatos, roupas e utensílios de cozinha, subtraídos de uma casa em Samambaia, enquanto a suspeita trabalhava como diarista.

Desta vez, porém, Joyce usou das redes sociais para pedir a suposta ajuda. A mulher fez uma publicação em um grupo de Mães do Guará, no Facebook, explicando que faria faxina em troca de kit festa, decoração e salto alto para a aniversariante. A partir daí, ela voltou passou a ganhar holofote.

Joyce disse que iniciou a campanha para realizar, segundo ela, a maior vontade da filha e de um dos filhos, que tinha o sonho de dançar valsa com a irmã.

“Decidimos comemorar o aniversário dela em abril, mas ainda não temos nada. Nós perdemos o grande amor das nossas vidas, mas eu decidi lutar para fazer essa festa, que é tão sonhada. Meu filho também sonhava em dançar a valsa com a irmã dele. A festa era o sonho dos dois, e o meu também, então, eu vou lutar até conseguir. Não acho justo não poder fazer isso por eles”, escreveu Joyce na publicação, em referência à morte do filho, de 17 anos, em janeiro deste ano.

Diversas pessoas sinalizaram interesse em ajudar a mulher. Porém, nas redes sociais do Metrópoles – onde foi publicada uma matéria da suspeita pedindo ajuda – vários leitores alertaram para uma possível nova tentativa de golpe. Logo após Joyce aparecer em reportagem pedindo ajuda, internautas alertaram para a má fama da mulher.

Com a mobilização das redes sociais, Joyce já havia conseguido um vestido de debutante para a filha.

Procurada após a repercussão negativa, ela se defendeu e disse à reportagem que as denúncias são falsas. “São todas mentirosas e eu posso provar. O povo vai no meu passado e fica querendo atrapalhar a vida dos outros. Eu ofereci os meu trabalhos para conseguir fazer a festa dela e isso não é crime. Tudo que as pessoas me doam eu tenho como provar. Isso é perseguição”, disse.

Veja um dos alertas:

print de mensagem no instagram

 

Mais lidas
Últimas notícias