TJ mantém prisão de homem que matou desafeto com barra de ferro

Suspeito e vítima discutiram sobre a autoria de um roubo de galinhas. Decisão foi tomada em audiência de custódia

atualizado 20/02/2020 18:06

PCDF

Foi convertida em preventiva a prisão de Washington Lisboa dos Santos, acusado de matar um homem de 41 anos usando uma barra de ferro (foto em destaque). A decisão foi tomada em audiência de custódia e divulgada nesta quinta-feira (20/02/2020).

O crime ocorreu na segunda (17/02/2020), no Lago Oeste. Washington foi preso um dia depois por agentes da 35ª Delegacia de Polícia (Sobradinho 2).

Para a Justiça, o modus operandi adotado pelo criminoso demonstra “a periculosidade do autor do fato”. O preso teria cometido o assassinato após a vítima se recusar a assumir ter roubado galinhas.

As partes, então, se desentenderam e, neste momento, o acusado passou a agredir o homem até a morte. Outro fator que pesou para a decisão judicial foram as condenações por crime doloso e embriaguez ao volante em que o acusado já era réu.

Últimas notícias