*
 

A Justiça decidiu manter preso Luciano de Jesus, 19 anos, acusado de tentar matar o próprio pai com uma machadada na cabeça após uma discussão familiar. O crime ocorreu no Condomínio Entre Lagos, no Paranoá, no último domingo (3/9).

Em audiência de custódia na terça-feira (5/9), a prisão em flagrante foi convertida em preventiva. Para o juiz Aragonê Nunes Fernandes, titular do Núcleo de Audiências de Custódia do Tribunal de Justiça do DF e Territórios (TJDFT), a agressividade do rapaz motiva a prisão.

O magistrado lembrou que, segundo a ocorrência policial, Luciano agrediu o pai com golpes de machado na cabeça. Não satisfeito, ainda tentou atingir a vítima com uma pá.

Os relatos dão conta de que ele é extremamente violento com toda a família, tendo agredido alguns familiares em momentos anteriores. Todo esse cenário evidencia a periculosidade social do autuado, que deve ser mantido preso preventivamente, como forma de garantir a ordem pública e de preservar a integridade dos parentes"
Trecho da decisão do juiz Aragonê Nunes Fernandes

Luciano deve ficar preso até o julgamento. Ele responderá por tentativa de homicídio. (Com informações do TJDFT)

 

 

COMENTE

machadadaviolência familiar
comunicar erro à redação

Leia mais: Justiça