Categorias: Justiça

Juiz do DF publica sentença sobre arara em forma de poesia

Waldemar Cláudio de Carvalho, magistrado do Distrito Federal, chamou a atenção por conta de uma decisão inusitada — publicada pelo portal Jota. Ao proferir a sentença que inocentava uma mulher de pagar multa pela posse de uma Arara Canindé, o juiz escreveu seu voto em versos, como uma poesia.

“Uma Arara Canindé devolvida/por quem não a capturou/ nem fazia dela meio de vida/ tampouco a maltratou”, diz um dos trechos da sentença

Na ação, o Ibama cobrava multa de R$ 5 mil para a mulher. No entanto, o magistrado entendeu que ela mantinha o animal solto e que, portanto, não havia crime. “Note-se que sequer se pode falar propriamente em ‘cativeiro’/ para a multa aplicada se justificar/ pois a ave ficava na varanda, transitando entre as árvores do quintal”, “poetisa” o juiz.

Da Redação

Últimas notícias

Divulgado edital para 200 vagas em concurso de Alagoas

Há oportunidades para todos os níveis de escolaridade no município de Delmiro Gouveia. Salários variam de R$ 1.045 a R$…

3 minutos passados

Enfermeira, índio, homem vestido de mulher. Tudo pode no Carnaval

Inventar um personagem para os dias de folia é um exercício de libertação de si mesmo. Vigiar o folião é…

11 minutos passados

#Partiu! Amazônia pet friendly com a atriz Leona Cavalli

A Região Norte é um dos destinos favoritos da gaúcha. Em sua última viagem ao local, Leona fez o trajeto…

4 horas passados

Flamengo empata e fica a uma vitória do título da Recopa

Apesar do bom resultado, os flamenguistas lamentaram as contusões de Bruno Henrique e Rodrigo Caio

4 horas passados

Gatito pega dois pênaltis e Botafogo avança na Copa do Brasil

Na cobrança de pênaltis, Alvinegro carioca ganhou por 4 x 3 a partida realizada no Estádio dos Aflitos

5 horas passados

Vasco avança na Copa Sul-Americana em jogo com ato de racismo

O jogo ficou marcado por um incidente: goleiro reserva, Alexander reclamou com o quarto árbitro, alegando ter sido chamado de…

5 horas passados