*
 

O tatuador Jhefferson Gonçalves Nunes, 22 anos, filho da ex-BBB 2017 Elis Nair, teve sua prisão em flagrante convertida para preventiva em audiência de custódia realizada nesta terça-feira (12/6). Ele é acusado de ter matado a facadas André Luiz Bispo Ataides, 28, na madrugada do último domingo (10), em uma festa realizada no Incra 8, em Brazlândia.

Segundo a Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), Jhefferson seria frequentador das bocas de fumo do Incra 8 e estaria sob efeito de álcool e drogas no momento do crime. Ele é acusado de esfaquear a vítima na nuca. Já caído, André foi golpeado mais cinco vezes na altura do peito. O rapaz está detido na carceragem da PCDF.

O juiz Aragonê Nunes Fernandes manteve também na cadeia Paulo Henrique de Sousa Cerqueira, 21, que teria participado do crime. Segundo ele, “a segregação cautelar e a retirada de ambos do convívio social se faz necessária para frear o ímpeto delitivo, garantindo a ordem pública, além de assegurar a aplicação da lei penal, ante o risco concreto de fuga”, destacou na sentença.

O magistrado lembrou que a vítima, de acordo com as investigações, nada tinha a ver com os acusados, sendo morta apenas porque passava pela rua na qual estava sendo realizada a festa na casa onde os autuados estavam.

“Segundo os relatos, ambos (os acusados) estariam usando drogas e se embriagando, oportunidade em que teriam manifestado a intenção de retirar a vida de alguém. Não é só. Jhefferson está com mandado de prisão temporária em aberto, por outro homicídio qualificado, ocorrido na Comarca de Goiânia, estando na condição de foragido”, disse Aragonê.

 

A Polícia Civil de Goiás informou que Jhefferson responde por outros crimes, como tráfico de drogas, posse ilegal de arma de fogo, furto a residência, lesão corporal dolosa, ameaça, sequestro e cárcere privado.

O crime
De acordo com o sargento Douglas Reis, do Grupo Tático de Operações (Gtop) da PM, Jhefferson se envolveu em duas brigas durante a festa. Na primeira, houve bate-boca, mas logo os ânimos se acalmaram. Na segunda, um amigo do filho da ex-BBB começou a discussão com André, cujo pai é um policial militar da reserva.

A vítima teria empurrado o rapaz. Nesse momento, segundo testemunhas, Jhefferson tirou a faca da cintura e desferiu os golpes. Após o crime, ele fugiu do local. Durante o domingo (10/6), a Polícia Militar procurou pelo acusado. A prisão ocorreu em uma casa no Setor Tradicional de Brazlândia. Após ser detido, ele foi levado para a 24ª Delegacia de Polícia, em Ceilândia Sul.

Surpresa
Elis Nair ficou surpresa com a prisão de Jhefferson, uma vez que, para ela, o filho estava internado em uma clínica para reabilitação de dependentes químicos. Em suas redes sociais, ela disse que ficou sabendo do fato por meio da imprensa: “Ele estava internado em uma clínica de reabilitação. É viciado e eu não recebi nenhuma ligação do local informando que ele havia fugido”.

A ex-BBB foi procurada nesta terça (12) pela reportagem para comentar o caso, mas, até a última atualização deste texto, não retornou o contato.

Brilhou no BBB
Mãe de cinco filhos, Elis Nair participou da 17ª edição do Big Brother Brasil e foi a sexta eliminada. Apelidada de “Mensageira do Caos” por Tiago Leifert, ela estreou no Paredão após ser indicada pelos líderes Emilly e Daniel. Como justificativa, os brothers acusaram a brasiliense de mentir e manipular o jogo.

Ao sair da casa, Elis foi pedida em casamento pelo companheiro Luiz Carlos. Após ouvir a frase: “Você quer casar comigo?”, ela pulou e gritou o esperado “sim”. “Melhor do que R$ 1,5 milhão. Desculpem os deslizes, as falhas”, falou para Tiago. “Seu jogo foi muito legal. A gente gostou pra caramba”, elogiou o apresentador.