metropoles.com

Irmãs esfaqueiam e cortam cabelo de rival com facão em briga no Entorno

As autoras do crime foram presas em flagrante e tiveram a prisão convertida em preventiva pela Justiça de Goiás. O caso ocorreu em Alexânia

atualizado

Compartilhar notícia

Reprodução/redes sociais
WhatsApp Image 2023-03-16 at 16.01.56
1 de 1 WhatsApp Image 2023-03-16 at 16.01.56 - Foto: Reprodução/redes sociais

Duas irmãs presas (foto em destaque) suspeitas de terem agredido e cortado os cabelos de outra mulher com uma peixeira, em Alexânia, no Entorno do Distrito Federal, na última quinta-feira (9/3), tiveram a prisão convertida em preventiva pela Justiça de Goiás.

A agressão teria sido motivada após a vítima ter dito que a mãe da dupla, que tem câncer, morreria careca e com a doença.

De acordo com o juiz responsável pelo caso, Fernando Augusto de Resende, as mulheres identificadas como Sarah Aparecida Alves e Clara Laiz Alves vão continuar presas como forma de garantir a ordem pública.

“Aliado a gravidade em concreto da conduta, sendo a vítima agredida pelas autuadas com uso de arma branca causando diversos ferimentos, além de ter seu cabelo cortado, tudo isso na presença de sua genitora, que foi impedida de defender a filha o que demonstra grande audácia e crueldade. Além do sofrimento físico experimentado pela vítima, não se pode descurar que a ação não só foi gravada como exposta nas redes sociais, causando repercussão na comunidade local”, disse o juiz.

Além da vítima ter o cabelo cortado, ela e sua mãe foram ameaçadas com uma faca pelas irmãs e tiveram ferimentos pelo corpo.

Em depoimento à polícia, a mulher alvo das agressões relatou que teve sua residência invadida pelas autoras na companhia de dois homens, sendo que um deles estava armado, durante a madrugada do dia 9 de março.

Durante a abordagem, as irmãs avançara em direção à vítima e a mãe dela com duas facas em punho. Enquanto isso, os outros dois comparsas apenas observaram a cena, sem interferir na agressão.

Após ferirem mãe e filha, todos os envolvidos fugiram do local. Porém, durante diligências, os policiais conseguiram localizar as autoras e apreenderam uma faca que foi reconhecida pela vítima como a utilizada por uma das irmãs.

Em contrapartida, a defesa das irmãs afirmou que elas não tinham a intenção de matar a mulher. Após terem cortado o cabelo da vítima, uma das acusadas publicou um vídeo em um aplicativo de mensagens em que segura os cabelos arrancados.

Segundo a polícia, um dos dois homens que acompanhavam a dupla no momento da ocorrência era o irmão mais novo das acusadas, e o outro, um homem que ainda não foi identificado.

Após o crime, elas foram encaminhadas ao presídio de Luziânia.

 

 

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comDistrito Federal

Você quer ficar por dentro das notícias do Distrito Federal e receber notificações em tempo real?