Índice de mortes por coronavírus no DF é menor que em 11 estados

O Distrito Federal tinha a quarta taxa de mortes mais alta do país até 3 de abril. Desde então, a unidade federativa caiu oito posições

O índice de mortes por coronavírus no Distrito Federal é menor do que em 11 estados brasileiros. O DF registrou 0,8 óbito a cada 100 mil habitantes no dia 21 de abril. Os estados com números mais expressivos são Amazonas (4,67/100 mil), Pernambuco (2,72/100 mil) e Rio de Janeiro (2,67/100 mil).

O Distrito Federal tinha a quarta taxa mais alta do país até 3 de abril. Desde então, caiu oito posições. O contágio por coronavírus cresceu menos no DF em comparação a outras unidades da Federação.

Para chegar aos números, o (M)Dados, núcleo de jornalismo de dados do Metrópoles, se baseou em documentos de cada Secretaria de Saúde estadual coletados por voluntários e organizados pelo Brasil.Io, iniciativa que reúne informações públicas. Os casos registrados são referentes a até 21 de abril, porque nem todas as pastas tinham fornecido as atualização até o dia 22, data do fechamento desta reportagem.

Veja o ranking de mortes por Covid-19 nas 27 UFs em 21 de abril:

Ranking nacional

Também houve queda significativa na proporção entre casos e a população no Distrito Federal. Há 15 dias, o DF possuía o maior número de infectados por 100 mil habitantes do país. Agora, aparece em nono lugar.

Os três estados brasileiros com o maior número de contaminados, proporcionalmente ao tamanho da população, são Amapá, Amazonas e Roraima.

A quantidade de pessoas enfermas no Amapá é de 55,1 a cada 100 mil habitantes. Já no Amazonas, o número é de 54,77 a cada 100 mil pessoas e, em Roraima, são 46,2 diagnósticos a cada 100 mil.

Veja o ranking de incidência de Covid-19 nas 27 UFs no dia 21 de abril:

Qual a importância desse cálculo

O cálculo da incidência de casos por 100 mil habitantes busca avaliar o quanto uma doença está presente em determinada população. Mil infectados pelo novo coronavírus têm significado diferente, proporcionalmente falando, no Distrito Federal ou em Goiás, já que o número de moradores do estado goiano é maior do que o do DF.

Por exemplo: São Paulo é o estado mais populoso do país e também o com maior índice de diagnósticos confirmados – todavia não aparece entre os três primeiros lugares do levantamento. A UF está em quinto lugar, com 33,5 infectados a cada 100 mil habitantes. Isso por que são 15.385 casos para uma população de 45,9 milhões de pessoas.