Idosa de 94 anos aguarda há mais de um mês por cirurgia em Ceilândia

Francisca Ferreira Maciel sofreu um acidente doméstico em 4 de abril e fraturou a bacia. Ela está internada no HRC desde então

Francisca Ferreira Maciel, 94 anos, aguarda há mais de um mês para fazer cirurgia ortopédica no Hospital Regional de Ceilândia (HRC). Ela sofreu um acidente doméstico em 4 de abril e fraturou a bacia. Segundo a família, o estado de saúde da idosa, que tem Alzheimer, agravou-se durante o tempo em que passou internada.

Quando sofreu a queda em casa, o Samu foi acionado para atender a aposentada e a encaminhou para o hospital. Desde então, a idosa permanece sem previsão de quando será operada. Segundo Matheus Maciel, neto de Francisca, o procedimento sofreu diversos cancelamentos.

1/2
Dona Francisca fraturou a bacia em um acidente doméstico
Ela aguarda cirurgia ortopédica desde abril

“Durante esse período, recebemos muitas promessas de que a cirurgia seria realizada. Porém, chega o dia marcado para o procedimento, e a equipe hospitalar alega que não pode ser realizado. Falam que ela é a primeira da fila, mas sempre tem algum motivo para não a operarem. Eles também não dão uma justificativa”, lamenta o neto.

Na última semana, os parentes de Francisca decidiram procurar o Ministério Público do Distrito Federal e dos Territórios (MPDFT) para solicitar um encaminhamento da idosa à cirurgia. Porém, a família foi surpreendida com a informação de que nos registros do Sistema Único de Saúde (SUS) não constava a entrada dela no hospital. “Como ela estava aguardando para ser operada, se não havia um relatório no sistema? Era como se ela não existisse ali”, reclama Matheus.

Após esse episódio, o neto contou que a Secretaria de Saúde chegou a enviar para o MPDFT um relatório parcial sobre a paciente. A cirurgia foi marcada duas vezes na última semana, mas acabou cancelada.

Estado de saúde

Desde abril, a família se reveza para acompanhar a aposentada no hospital. Segundo o neto, a demora para a realização da cirurgia piora o quadro clínico de Francisca. Por causa do tempo em que passa deitada na cama, a idosa começou a apresentar escaras nas nádegas. A família também alega notar uma queda na pressão e na saturação da paciente.

Em busca de uma solução para tratar o caso, a família começou a pedir ajuda da população pelas redes sociais para que as autoridades públicas deem atenção à paciente.

“Ao longo de sua vida, ela dedicou-se com muito amor a cuidar da família, um ser humano incrível. Infelizmente, com quase 95 anos, Francisca Ferreira Maciel se vê desamparada pela Secretaria de Saúde do DF e pelo Governo do Distrito Federal. Ao longo da vida, pagou todos os seus impostos, diretamente e indiretamente. Mesmo assim, não consegue realizar a cirurgia que necessita”, publicou Matheus.

O que diz a Secretaria de Saúde

A Superintendência de Saúde da Região Oeste informou que “a paciente F.F.M teve uma piora clínica e, por enquanto, não há condições de ser submetida ao procedimento cirúrgico. A equipe clínica médica do Hospital Regional de Ceilândia (HRC) está esperando o quadro estabilizar para fazer uma nova reavaliação.”

O órgão acrescentou que “todos os pacientes que precisam passar por procedimento cirúrgico devem apresentar quadro clínico estável antes da cirurgia, pois infecções e outros problemas podem interferir no andamento do procedimento e colocar em risco a vida do paciente.”

Quer ficar ligado em tudo o que rola no quadradinho? Siga o perfil do Metrópoles DF no Instagram.

Quer receber notícias do DF direto no seu Telegram? Entre no canal do Metrópoles: https://t.me/metropolesdf.