Homem que esfaqueou e ateou fogo em duas pessoas é condenado a 24 anos

Farley Viana Roquete vai ficar 24 anos na prisão e não poderá recorrer de sentença em liberdade

atualizado 11/11/2020 21:35

O Tribunal do Júri de Brasília, na sessão dessa terça-feira (10/11), condenou Farley Viana Roquete a 24 anos e seis meses de reclusão pelos crimes de homicídio e tentativa de homicídio praticados contra Rita de Cássia Moura de Araújo e José Alisson da Rocha Silva.

O crime aconteceu na noite de 29 de outubro de 2015, na passarela em frente ao supermercado Extra, localizado no Setor de Indústria e Abastecimento (SIA) de Brasília. Farley e seu comparsa, Willian da Silva Ferreira, esfaquearam e atearam fogo em duas pessoas.

Rita de Cássia foi assassinada pois tinha dívida de drogas com os dois. A segunda vítima, apesar de ferida, não foi atingida de maneira letal. Ainda segundo os autos, o ataque se iniciou enquanto os dois dormiam. O comparsa de Farley foi condenado em 2018 a 25 anos, 6 meses e 7 dias de reclusão.

Em plenário, os jurados reconheceram a materialidade e autoria dos crimes e acolheram as qualificadoras de torpeza, crueldade e crime cometido mediante recurso que dificultou a defesa das vítimas. O réu deverá iniciar o cumprimento da pena em regime fechado e não poderá recorrer da sentença em liberdade.

(Com informações do TJDFT)

Últimas notícias