Homem de 77 anos é a segunda morte por coronavírus no DF

De acordo com a Secretaria de Saúde, ele estava internado na UTI do Hospital Brasília desde 27 de março

O morador do Núcleo Bandeirante Maurílio José de Almeida, 77 anos, é a segunda morte por coronavírus no Distrito Federal. A informação foi confirmada pela Secretaria de Saúde na noite desta segunda-feira (30/03).

Conforme a pasta, ele estava internado na UTI do Hospital Brasília desde 27 de março e morreu no domingo (29/03). Ele teve teste confirmado para a Covid-19 nesta segunda-feira.

O paciente, ainda de acordo com a pasta, apresentava comorbidades que agravaram o quadro de saúde. Ele tinha neoplasia, cardiopatia e doença pulmonar obstrutiva crônica.

Boletim mais recente da Secretaria de Saúde aponta que o DF tem 312 casos confirmados de coronavírus na capital.

Primeira morte

Neste fim de semana, o GDF confirmou a primeira morte por coronavírus no DF. Trata-se de uma paciente de 61 anos, que morreu no Hospital Regional da Asa Norte (Hran), no dia 23 de março. A confirmação de que a moradora de Brasília tinha a Covid-19 veio nesse domingo, com o resultado da contraprova, realizado pela Fiocruz, no Rio de Janeiro.

Graduada em enfermagem, ela era assessora técnica do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass). Segundo informações do GDF, Viviane Rocha de Luiz deu entrada no Hran em 22 de março, com quadro de febre, desconforto respiratório e histórico de contato com paciente infectado pela Covid-19 que veio de São Paulo.

Viviane Rocha tinha comorbidades, de acordo com boletim médico. Sofria de obesidade mórbida, hipertensão arterial sem tratamento e era ex-tabagista. O quadro evoluiu para parada cardiorrespiratória às 11h40 do dia 23 de março.

O Conass afirmou que uma segunda funcionária testou positivo para o novo coronavírus, além da assessora técnica Viviane Rocha de Luiz.