GDF quer ampliar frota de ônibus para evitar aglomerações

De acordo com o governador, Secretaria de Transportes estuda rotas com maior procura para liberar mais veículos

Governador Ibaneis RochaAndré Borges/Esp. Metrópoles

atualizado 25/03/2020 16:10

O governador Ibaneis Rocha (MDB) decidiu retomar as frotas de ônibus no Distrito Federal como forma de evitar aglomeração de passageiros em paradas e estações rodoviárias. A medida integra um plano de ação após o Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT) ter cobrado do governo local medidas para evitar a pandemia do coronavírus no sistema de transporte público local, conforme revelado pelo Metrópoles.

“Determinei à Secretaria de Transporte e, agora, estão fazendo a análise das rotas, além de reforço nas linhas que tiverem qualquer acúmulo de passageiros”, informou o emedebista à coluna. Segundo ele, ainda não há prazo para a mudança.

No última segunda-feira (23/03), o governo havia anunciado que o sistema de transporte público do Distrito Federal passaria por ajuste em razão da queda significativa no número de usuários. Segundo levantamento da Secretaria de Transporte e Mobilidade (Semob), a redução foi de 60% no movimento devido à pandemia do novo coronavírus.

Desde terça-feira (24/03), portanto, a pasta passou a adotar operação usada em período de férias coletivas para haver menos ônibus nas ruas. Aos fins de semana, o itinerário seguiria como a programação dos domingos.

Entorno

Por determinação do governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), as empresas de ônibus que circulam na região do Entorno e no Distrito Federal estão proibidas de transportar passageiros para fora do território goiano.

Diante da decisão, pessoas podem atravessar a fronteira em veículos particulares. No entanto, Caiado pediu para os moradores do Entorno evitarem Brasília. Para o governador de Goiás, a população só deve fazer viagens em caso de atividades fundamentais.

Últimas notícias