*
 

Quase quatro meses depois de ser arremessado contra os policiais na Esplanada dos Ministérios, durante um protesto, o pequeno Hope será operado. Socorrido por uma jornalista que estava no local, o gatinho foi encaminhado para a clínica veterinária Cvet, no Lago Norte, onde foi descoberta a necessidade de retirar a pata dianteira direita. O animal foi internado nesta segunda-feira (11/9) e deve passar por cirurgia ainda esta semana.

O caso de Hope, ou “esperança” em inglês, chocou os brasilienses. Após ser lançado contra os PMs em 24 de maio deste ano, o animal perdeu os movimentos da pata dianteira direita. Na ocasião, o gatinho ainda era filhote e precisou de tempo para se fortalecer. Além disso, Hope teve uma infecção viral que o impediu de ser operado antes.

De acordo com a família da empresária Gladys Atkinson, que mora em Águas Claras e o adotou, com o passar dos dias, o bichano começou a andar se arrastando e a pata poderia ficar machucada. Agora, com quase sete meses de vida, ele terá de ser operado.

A família está apreensiva. “Ele é muito peralta. Corre pra cima e pra baixo arrastando a patinha, e às vezes se machuca. Por isto, a amputação é necessária. Para melhorar a qualidade de vida dele”, explicou. O animal ficou ferido durante uma manifestação na Esplanada contra o presidente Michel Temer (PMDB/SP), que acabou em pancadaria.

 

 

 

COMENTE

EsplanadaHope
comunicar erro à redação