*
 

Uma mulher foi presa pela Polícia Civil do Distrito Federal na manhã de quarta-feira (7/11) acusada de exercer ilegalmente a profissão de cirurgiã-dentista. Segundo ocorrência registrada, a técnica de saúde bucal, Josiane Diniz Santos, 31 anos, atuava em clínica locada no shopping Conjunto Nacional, na área central de Brasília.

De acordo com a polícia, a falsa cirurgiã foi descoberta quando um fiscal do Conselho Regional de Odontologia soube que a mulher exercia práticas consideradas irregulares na profissão. Entre elas, divulgar publicidade anunciando o preço do serviço, além de oferecer brindes e gratuidade para procedimentos odontológicos.

O fiscal, então, decidiu ir até a clínica para notificar a suspeita. No local, constatou que a envolvida não era habilitada para fazer cirurgias, apesar de ser formada em técnica da saúde bucal. Como não estava sob supervisão de um cirurgião, acabou presa.

No momento em que recebeu voz de prisão, a mulher atendia uma cliente e outra paciente aguardava na sala de espera. Além da falsa cirurgiã, o dono da clínica também responderá pela prática ilícita da profissão. Segundo a polícia, “após os procedimentos legais, a autuada foi posta em liberdade”.

Procurada pelo Metrópoles, a assessoria de imprensa do shopping Conjunto Nacional disse exigir da administração das salas “que sigam todas as legislações e que as unidades ocupadas por profissionais tenham, obrigatoriamente, registro de inscrição nos conselho de fiscalização profissional”.