*
 

Dois carros da Embaixada da Guiné, na QI 7 do Lago Sul, foram incendiados nesta segunda-feira (11/6). Um ex-funcionário da representação diplomática foi detido pela Polícia Militar. Ele é suspeito de atear fogo aos veículos, que ficaram totalmente destruídos.

O fogo começou às 11h30 e até a publicação desta reportagem, às 12h38, equipes do Corpo de Bombeiros estavam no local tentando apagar as chamas.

De acordo com informações preliminares, pendências trabalhistas teriam motivado o crime. Foram incendiados um Ford Fiesta e um GM Spin.

Testemunhas relataram ao Metrópoles que antes de atear fogo nos automóveis, o ex-funcionário quebrou os vidros e depredou os carros com um alicate. Ele não fugiu do local e foi levado para a 1ª Delegacia de Polícia (Asa Sul).

Conforme relatos de outros empregados da embaixada à reportagem, sob a condição de não serem identificados, eles ficam até quatro meses sem receber salários. Informaram ainda que a representação diplomática está sem embaixador desde o ano passado.

De acordo com um funcionário, o homem que incendiou os veículos teria sido demitido há aproximadamente um ano e ainda não havia recebido a rescisão. “Inclusive, já tinha ganhado o direito na Justiça. Veio aqui outras vezes e ameaçou, mas não tomaram providências. É um cara do bem e tranquilo. Só queria receber seus direitos”, disse um dos trabalhadores. “Eles não depositam tudo. Tratam os estrangeiros muito mal. Há anos, temos problemas dessa natureza”, completou.

Segundo um vizinho, sob condição de anonimato, foi a terceira vez que o homem ameaçava atear fogo em carros: “Dessa vez, colocou mesmo. Eu já havia presenciado uma discussão. O ex-funcionário dizia que deviam muito dinheiro a ele”.

 

A reportagem está no local e tenta contato com representantes da embaixada.

Aguarde mais informações

 

 

COMENTE

Lago Sulincêndio criminosoembaixada do guinéex-funcionário
comunicar erro à redação

Leia mais: Distrito