Equipe do DF socorre bebê picado por escorpião em Minas Gerais

Não havia soro em João Pinheiro. Por isso, membros do CBMDF, da PCDF e do Samu foram até lá e trouxeram a criança para receber tratamento

CBMDF/Divulgação

atualizado 20/12/2019 15:31

Uma operação que envolveu rapidez e perícia salvou a vida de uma criança de 1 ano e 2 meses da picada de um escorpião, em João Pinheiro (MG). Integrantes do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF), do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e da Polícia Civil (PCDF) participaram da iniciativa, que trouxe a criança de lá para receber cuidados em Brasília.

Os parentes da menina notaram que ela havia sido picada por um escorpião amarelo nesta quinta-feira (19/12/2019). O problema é que no município mineiro não havia soro adequado para o tratamento do tipo. A partir daí, uma corrida contra o tempo foi iniciada.

Em um avião da PCDF, os especialistas saíram de Brasília e pousaram na cidade mineira às 16h50. Encontraram a criança com  edema em membro inferior esquerdo e escamação no local da picada.

Às 18h45, já de volta a Brasília, a bebê foi transferida da aeronave para o helicóptero de resgate dos bombeiros. Então, às 19h13, ela chegou ao Hospital Regional da Asa Norte (HRAN).

Lá, recebeu o soro, passou pelo tratamento e foi liberada.

Participaram da ação uma equipe composta por médico e enfermeiro do Samu, um operador aerotático dos bombeiros e piloto e co-piloto da Polícia Civil.

Últimas notícias