Delegado da PCDF de folga prende ladrão de celular na Asa Norte

A vítima seguia para o pilates quando precisou atravessar uma passagem subterrânea e foi abordada pelo criminoso

atualizado 13/03/2020 19:07

Celular com capinha rosa recuperado e faca usada no crime na Asa NorteDivulgação

Um delegado da Polícia Civil do Distrito Federal prendeu um criminoso em flagrante na tarde desta sexta-feira (13/03). Armado com uma faca, o homem havia acabado de roubar o celular de uma jovem na 211 Norte.

Segundo a vítima, ela estava indo para o pilates quando precisou atravessar a passagem subterrânea entre a quadra 111 e 211 Norte. Ao chegar perto do local, foi abordada pelo assaltante. O bandido colocou uma faca em seu pescoço, a empurrou contra a parede e exigiu o celular.

Após entregar o aparelho, ele ordenou que a jovem corresse sem olhar para trás. O suspeito fugiu no sentido da quadra 211 Norte e, para dissimular a fuga, gritou “ladrão, ladrão”.

Um pedestre que estava no local viu o fato e correu para pedir ajuda. Nesse momento, encontrou o policial civil e deu as características do criminoso.

O policial, então, seguiu à procura do suspeito e conseguiu localiza-lo na quadra 311 Norte. O criminoso foi reconhecido pela testemunha e pela vítima. Ele ainda estava em posse do celular roubado. Durante a abordagem, o delegado encontrou a faca usada no crime. Policiais do Departamento de Operações Especiais foram acionados para prestar apoio e levaram o suspeito até a 5ª Delegacia de Polícia (área central), onde a ocorrência foi registrada.

Dados de arma branca

A Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal (SSPDF) informa que, no primeiro bimestre deste ano, 72 pessoas foram vítimas de homicídios em todo o DF. Deste total, 29,6% dos crimes tiveram o uso de arma branca.

No mesmo período de 2019, foram 62 homicídios, sendo 35% com o uso de arma branca. No consolidado do ano passado, 33,7% das vítimas de homicídios, de um total de 415 casos, foram mortas com o mesmo tipo de arma.

Com relação aos casos de tentativas de homicídios, de janeiro a fevereiro deste ano, foram 168 vítimas, sendo 49% com o uso de arma branca. No primeiro bimestre do ano passado, 148 vítimas, sendo 43% com o mesmo tipo de arma. Ao longo de todo 2019, 938 vítimas da mesma natureza criminal. Deste total, 49% com uso de arma branca.

Últimas notícias