*
 

Aos gritos de “Fora, Temer”, o cineasta e indigenista Vincent Carelli subiu ao palco do Festival de Brasília na noite desta quinta (22/9) para apresentar o documentário “Martírio”. Enquanto a maioria do público protestava contra o presidente Michel Temer, um espectador gritava “Fora, Lula”.

O filme traça um histórico do movimento Guarani Kaiowá ao longo de mais de três décadas. “O filme vai mostrar a história de resistência, luta e genocídio no Mato Grosso do Sul. Queria dizer que estamos firmes”, disse Tonico Benites, índio Guarani Kaiowá, pesquisador e consultor do longa. “Se não fosse a força da juventude, esse filme não teria acontecido”, vibrou Carelli.

 

 

COMENTE

festival de brasília
comunicar erro à redação

Leia mais: Cultura