*
 

Ele é um dos nomes mais queridos e festejados do teatro brasiliense. Nem por isso, Zé Regino deixa de trabalhar um único dia. Palhaço, ator, diretor e pesquisador, Zé está celebrando 25 anos do grupo Celeiro das Antas, um dos mais atuantes do DF nas artes cênicas.

A comemoração, como não poderia deixar de ser, acontece no palco. Durante todo o mês de maio, Zé ocupa a Funarte com o que faz de melhor: comédia e teatro para bebês. Sem jamais deixar de lado o valor social da arte, Zé convoca ainda escolas públicas e particulares a preencher a plateia e participar das comemorações.

O espetáculo escolhido para protagonizar os festejos foi Sonho de Uma Noite de Verão, clássico de Shakespeare, já assistido por 10 mil pessoas nessa montagem do Celeiro das Antas. O grupo abriu 18 sessões exclusivas para que professores e alunos de escolas públicas e privadas possam comparecer à peça, sempre a preços populares.

Cada sessão terá ainda um debate com o elenco e com Zé, diretor da encenação. A ideia é firmar parcerias com as escolas de forma a propiciar o contato dos alunos com o mundo cênico.

O teatro pode ser uma das melhores ferramentas para o desenvolvimento crítico de um jovem, assim como para a formação de uma consciência coletiva e pensante "
Zé Regino

O inquieto artista aproveita o espaço da Funarte para apresentar, ainda no mês de maio, o trabalho que desenvolve especificamente para bebês de 6 meses a 3 anos de idade, por meio das peças Panapanã e A História do Balão Vermelho. Não à toa, Zé também se tornou referência nesse segmento.

Apesar das quase três décadas, o Celeiro das Antas, assim como seu fundador, Zé Regino, seguem na busca incansável de atingir novos públicos e levar a arte do DF adiante. Muitas vezes, sem contar com qualquer incentivo, senão os aplausos de quem sai de casa para frequentar e celebrar o teatro.

Aqueles interessados em conferir a programação completa dos 25 anos do Celeiro das Antas podem visitar a página do grupo.

 

 

COMENTE

comunicar erro à redação

Leia mais: Cultura