*
 

Um grupo de cerca de 30 mulheres mudaram a rotina do Parque de Águas Claras. Elas praticaram o Pole Dance. Mas não pense que se trata daquela dança sensual. É um esporte, com várias atletas aqui no Distrito Federal.

O evento, conhecido como Pole Street, é organizado pelo Estúdio Elas, especializado na modalidade. “O preconceito com o esporte diminuiu. Somos abordados por várias mulheres que desejam praticar, pois buscam resultados”, conta Carla Seara, uma das sócias da academia.

Para ela, um dos atrativos do esporte é a rapidez em se atingir resultados. “Se você quer definição é a melhor modalidade. A evolução é surpreendente e muito rápida. Você fará muita força com o abdômen”, explica Carla.

Legitimação do Pole Dance
O evento também tem como objetivo legitimar a prática. Os participantes assinaram uma petição oficial que pretende mapear as pessoas que praticam e trabalham com a atividade e assim fornecer números referentes à modalidade: Em 2013, foram mais de 600 assinaturas. No ano seguinte, o número superou 800 e, em 2015, mais de 1 mil pessoas responderam a pesquisa, o que mostra o crescimento gradativo da prática.

Ao final da campanha as assinaturas geram automaticamente o Catálogo Nacional do Pole com todas as escolas que a Federação Brasileira indica. Atualmente, já são mais de 150 estúdios cadastrados em 18 estados.

 

 

COMENTE

Águas Claraspole dance
comunicar erro à redação

Leia mais: Cultura