Covid-19: Secretaria de Saúde multa três escolas particulares no DF

Colégios não cumpriram protocolos sanitários: multa varia de R$ 2 mil a R$ 20 mil. Ao todo, 400 instituições fiscalizadas

atualizado 20/03/2021 0:51

servidora da vigilância epidemiológiaSES-DF/Divulgação

A Secretaria de Saúde (SES) fiscalizou 400 escolas particulares com ensino presencial desde o dia 1º de fevereiro até essa quinta-feira (18/3). A ação foi feita em parceria entre as vigilâncias Sanitária e Epidemiológica da pasta.

Até agora, três escolas foram autuadas por não cumprir os protocolos sanitários vigentes para conter a Covid-19. A multa varia entre R$ 2 mil e R$ 20 mil. O nome dos colégios autuados não foi divulgado.

Das escolas vistoriadas, 10% tinham alguma irregularidade, foram notificadas e tiveram 48 horas para corrigir os problemas. Do total de fiscalizações, 101 inspeções ocorreram em atendimento a denúncias que chegaram por meio da Ouvidoria (160 e 162).

Regras a serem seguidas

Durante as visitas, os fiscais avaliam se os estabelecimentos cumprem o distanciamento de dois metros entre as pessoas, o uso de máscara e avaliam a situação epidemiológica, como registro de casos de Covid-19 entre funcionários, estudantes e parentes dessas pessoas.

As irregularidades mais comuns foram: não manter distanciamento, uso incorreto de máscara por alunos e funcionários, não fazer registro do controle da planilha de aferição de temperatura e estado gripal de alunos e funcionários. Até o momento, nenhuma escola foi interditada.

Uma das exigências previstas em lei refere-se a obrigatoriedade de um afastamento de 14 dias para funcionários e alunos em caso que apresentarem sintomas gripais. A Secretaria de Saúde fará o rastreamento de casos de Covid-19 entre estudantes, funcionários e seus familiares. (Com informações da Secretaria de Saúde do DF)

 

Últimas notícias