Covid-19: microempresa do DF não pagará nota fiscal até dezembro

Prazo para emissão gratuita ao GDF terminaria em 31 de março, mas, para diminuir custos durante crise, governo estendeu data para dezembro

Para atravessar a crise econômica gerada pelo novo coronavírus, 135 mil microempreendedores individuais (MEIs) terão o prazo para emitir gratuitamente notas fiscais  prorrogado para 31 de dezembro de 2020.

Inicialmente, a data-limite de emissão seria nesta terça-feira (31/03), mas a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, a pedido do governador Ibaneis Rocha (MDB), ampliou para o fim do ano.

Caso o prazo não fosse prorrogado, os custos de operação dos pequenos empresários iriam subir em plena crise, pois seriam obrigados a adquirir novos programas de emissão de notas e certificado digital ou talonários para declaração física.

Além da crise na saúde pública, o coronavírus tem acabado com empregos e afundado brasilienses na incerteza.

Segundo a pasta, a medida vai beneficiar exclusivamente os MEIs. A prorrogação foi oficializada nesta segunda-feira (30/03), em ato assinado pelo secretário de Economia do DF, André Clemente.

Outros estados estão tomando medidas econômicas contra os efeitos da doença. Em Goiás, o governador Ronaldo Caiado (DEM) prorrogou o vencimento do IPVA.