Covid-19: Hospital de Campanha no Mané Garrincha recebe primeiros pacientes

Cinco doentes foram levados à unidade. Há previsão de que local acolha mais 15 infectados graves com Covid-19 nas próximas 24 horas

Criado emergencialmente para atender pacientes graves com Covid-19, o Hospital de Campanha do Mané Garrincha já começou a receber os primeiros infectados nesta sexta-feira (22/05).

Só nesta tarde, a Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES-DF) viabilizou a transferência de cinco pacientes que estavam no Hospital Regional da Asa Norte (Hran).

A previsão é de que mais 15 pacientes também sejam internados no hospital provisório nas próximas 24 horas. Atualmente, a estrutura conta com 197 leitos.

Do total, 173 são destinados à enfermaria, sem suporte de oxigenoterapia, enquanto outros 20 estão equipados com suporte avançado. Há quatro leitos para emergência.

Os novos internados na estrutura estão em leitos com suporte de oxigênio. Segundo a pasta, todos estão com quadro clínico considerado moderado e já passaram do período crítico da doença.

1/4
Hospital de Campanha do Mané Garrincha: são R$ 79 milhões para a gestão dos 197 leitos e mais R$ 5 milhões pagos para adaptação da arena que vai receber a estrutura hospitalar
Espaço tem 20 leitos de UTI, 173 de enfermaria e quatro de sala vermelha (para reanimação)
Equipamentos estão chegando e hospital no Mané Garrincha começa a funcionar no dia 20 de maio
Os primeiros pacientes foram transferidos no dia 22/05