Coronavírus: Ibaneis não descarta ir à Justiça contra aula na UnB

Decreto do governador suspendeu atividades em escolas, faculdades e universidades públicas e privadas do DF por pelo menos cinco dias

atualizado 16/03/2020 12:24

O governador Ibaneis Rocha (MDB) disse, nesta quinta-feira (12/03), em entrevista à Radio CBN, que não descarta a possibilidade de entrar na Justiça contra a Universidade de Brasília (UnB). A instituição decidiu manter as aulas mesmo após a edição do decreto que suspendeu por cinco dias as atividades nas escolas, faculdades e universidades públicas e privadas do DF, além de eventos e shows na capital do país com mais de 100 pessoas, por conta da pandemia do coronavírus.

Em nota, a UnB comunicou que está “monitorando com atenção as informações a respeito da transmissão do novo coronavírus”. De acordo com a instituição, o Decanato de Assuntos Comunitários (DAC) criou, no início do mês, o Comitê Gestor do Plano de Contingência em Saúde do Covid-19 da UnB – formado por especialistas de várias áreas para acompanhar a evolução da epidemia no país e no DF.

Segundo a instituição, o grupo leva em consideração os posicionamentos dos órgãos oficiais, como a Organização Mundial da Saúde (OMS), o Ministério da Saúde (MS) e a Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES-DF).

Ibaneis justificou a edição do decreto: “Estamos vivendo uma pandemia”. O emedebista informou que a rede pública de saúde do DF pode enfrentar dificuldades caso haja explosão da doença em território brasiliense. “Não somos a China, que fez três hospitais em 10 dias”, argumentou.

Nessa quarta (11/03), a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou pandemia da doença.

Últimas notícias