Começa recadastramento para servidores da saúde do DF

Esta é a terceira etapa do procedimento, que é obrigatório por lei. O governo estima que 33.608 profissionais da área apresentem documentos

Repordução

atualizado 01/12/2019 17:07

Começou, no domingo (01/12/2019), a terceira etapa do recadastramento dos servidores ativos do Governo do Distrito Federal (GDF). Nesta fase, será a vez dos trabalhadores da Secretaria de Saúde atualizarem as informações no Sistema de Recadastramento, Complementação e Atualização de Dados (Recad).

A expectativa do Executivo, baseada em dados do painel Estatístico de Pessoal, fornecido pelo site da Secretaria de Economia, é que 33.608 servidores ativos, incluindo os residentes, servidores da Fundação de Ensino e Pesquisa em Ciências da Saúde e Fundação Hemocentro. O prazo para a apresentação de documentos é até 14 de fevereiro de 2020.

O procedimento faz parte de uma política do GDF de governança e gestão de pessoas. É fundamental para assegurar que os dados atualizados de todos os trabalhadores sejam inseridos no novo sistema. Quem não concluir o processo até o prazo previsto sofrerá a abertura de um processo administrativo para apuração de responsabilidade.

A partir deste domingo já está disponível o acesso ao Sistema de Recadastramento, Complementação e Atualização de Dados (Recad), que pode ser acessado via internet em qualquer lugar. Por meio deste link.

A segunda fase do recadastramento teve início em 15 de outubro e terminará no dia 14 de dezembro. Esta etapa é direcionada aos servidores da administração direta, e já foi realizada por 16.624 servidores no sistema Recad. Os servidores que não fizerem o procedimento até o dia 14 também terão que apresentar justificativa por meio de processo administrativo.

Após a terceira e penúltima etapa para os servidores ativos da Secretaria de Saúde, será a vez dos servidores ativos da Secretaria de Educação fazerem o recadastramento. Para a Educação, o recadastramento terá início a partir de 15 de fevereiro.

Durante as quatro etapas do processo são esperados que mais de 110 mil servidores ativos acessem o sistema e preencham suas informações atuais.

Comissionados

O recadastramento é obrigatório para servidores ativos da Secretaria de Saúde, inclusive os servidores ativos sem vínculo (comissionados), os que estão cedidos, afastados ou licenciados, e, também, os temporários.

O detalhamento do recadastramento de 2019 foi regulamentado na Portaria n° 256 de 2019, publicada no Diário Oficial do DF no dia 6 de agosto. A atualização das informações dos servidores ativos do Governo do DF está prevista no Decreto nº 39.276, de 6 de agosto de 2018, que foi alterado recentemente pelo Decreto nº 39.982, de 29 de julho de 2019.

Confira cronograma:

Reprodução/DODF

Com informações da Agência Brasília

Últimas notícias