Combate ao coronavírus no DF terá o apoio de 250 voluntários

Projeto piloto, chamado Rede Convida, foi lançado por três secretarias em parceria com o Instituto Glória. Iniciativa não terá custo ao GDF

atualizado 20/05/2020 18:29

O Governo do Distrito Federal vai reforçar o combate à pandemia do novo coronavírus com voluntários. Foi lançado nesta quarta-feira (20/05) o Rede Convida, projeto piloto de teleatendimento desenvolvido entre o GDF e a entidade social Glória.

O objetivo é que pelo menos 250 voluntários da área de saúde – entre profissionais e estudantes de medicina, psicologia, enfermagem, fisioterapia e odontologia – reforcem o enfrentamento à Covid-19 no DF, prestando atendimento on-line.

Uma plataforma digital vai conectar os voluntários da área de saúde aos acolhidos de cinco instituições: as unidades de Acolhimento para Idosos (Unai), para Família (Unaf), para Mulheres (Unam) e de Internação Provisória São Sebastião (UIPSS), além da Casa Abrigo.

Com a plataforma é possível gerenciar e agendar consultas, registrar prontuários e prescrições médicas. “Estamos treinando um servidor dentro de cada instituição que irá fazer a intermediação entre essas casas de acolhimento e a nossa plataforma”, explica Cristina Castro, coordenadora do Projeto Rede Convida.

“São profissionais com muita disposição e vontade de ajudar. A melhor coisa de tudo é que a gente consegue ver a solidariedade das pessoas. Trata-se de um trabalho voluntário de qualidade a custo zero para o GDF”, destacou o secretário de Juventude, Léo Bijos, durante a solenidade de lançamento, realizada no Palácio do Buriti.

“Trata-se do sonho de levar a medicina onde ela é difícil de chegar, com profissionais de saúde doando algo tão precioso para eles, como o seu tempo” acrescentou o secretário.

O acordo de cooperação reúne três órgãos governamentais: a Secretaria de Juventude, a Secretaria de Projetos Especiais e a Casa Civil do Distrito Federal. Para o vice-governador do DF, Paco Britto, a saúde é um direito fundamental do ser humano e o Estado não pode se omitir, principalmente neste momento”, destacou.

Para desenvolver a proposta, a Rede Convida conta ainda com o apoio da Universidade de Brasília (UnB), Projeto The Medical Explorer e Projeto Ciranda Sertaneja. Profissionais de comunicação, logística, gestão e suporte de tecnologia da informação também estão envolvidos na iniciativa.

Veja imagens:

0

Últimas notícias