Com pouco movimento, restaurantes reabrem no Distrito Federal

Clubes, salões de beleza e shoppings também estão autorizados a retomar as atividades, seguindo escala de horário determinado pelo GDF

atualizado 29/03/2021 13:59

Reabertura do comércio no DFHugo Barreto/Metrópoles

Após a flexibilização do lockdown, restaurantes e outros estabelecimentos comerciais retornam, aos poucos, as atividades nesta segunda-feira (29/3). No Plano Piloto, o movimento ainda é baixo no primeiro dia, depois de três semanas de fechamento.

A retomada das atividades nesta segunda-feira começou pelos clubes.

Boa parte dos donos de restaurante não espera grande movimentação no início do retorno. O Boteco do Juca, na comercial da 404/405 Sul, não servirá jantar para os clientes e deve fechar às 19h. O estabelecimento trabalhará com limite de pessoas no espaço e distanciamento de mesas, além da medição de temperatura.

Veja imagens desta segunda-feira:
0

Na mesma quadra, o restaurante Fred deve funcionar das 11h às 16h. A partir das 18h, o local se concentrará em delivery. Para intensificar o distanciamento, o estabelecimento diminuiu pela metade o número de mesas: de 210 para 105.

Segundo comerciantes, várias lojas devem encerrar definitivamente as atividades em breve. “Se fechar por mais três meses, não aguentamos mais”, declarou um vendedor da quadra, que não se identificou.

Salões de beleza menores também aderiram às medidas mais duras de distanciamento. Para o complexo de salão Jazz, na 206 Sul, pouca coisa deve mudar após a reabertura. O espaço já adotava o distanciamento anteriormente e tinha baixo movimento.

Como funciona a reabertura

Com horários diferentes para cada tipo de estabelecimento e o toque de recolher mantido, é preciso ficar de olho para saber o que pode e o que não pode ser feito.

As academias de esporte de todas as modalidades e clubes recreativos são os que podem abrir mais cedo, no período das 6h às 21h. Logo depois, salões de beleza, barbearias, esmalterias e centros estéticos poderão funcionar das 10h às 19h.

A partir das 11h, a maior parte do comércio poderá abrir. Conforme a coluna Grande Angular antecipou, o comércio de rua – que inclui lojas de calçados, roupas, tecidos e empresas de tecnologia – poderá ficar aberto até as 20h. Bares e restaurantes devem fechar uma hora mais cedo: às 19h.

No caso de shoppings e centros comerciais, o horário estabelecido é das 13h às 21h. As áreas de recreação e lojas estarão liberadas, desde que obedeçam a protocolos sanitários contra a Covid-19, como escala de revezamento entre empregados.

O toque de recolher das 22h às 5h e a proibição de vender bebida alcoólica após as 20h seguem valendo.

As atividades coletivas de cinema e teatro poderão abrir sem restrição de horário, mas deverão funcionar com 50% da capacidade.

Últimas notícias