*
 

O Aeroporto Internacional de Brasília recebeu nesta sexta-feira (1º/6) um total de 29 caminhões-tanque. Os estoques e as reservas de combustível do terminal atingiram o índice de 75% e há previsão de chegada de novos carregamentos de querosene de aviação (QAV).

As medidas de contingenciamento foram suspensas, visto que os reservatórios possuem querosene suficiente para garantir a operação regular do aeroporto. No dia 25 de maio, a situação ficou crítica no terminal, quando o combustível acabou e voos foram cancelados.

Com o fim das restrições, aeronaves com nível de combustível baixo podem reabastecer em Brasília. Por dez dias, o terminal brasiliense proibiu o pouso de aviões sem abastecimento suficiente para seguir viagem.

Muitas companhias aproveitam as escalas no Aeroporto JK para completar os tanques, uma vez que o ICMS cobrado sobre o QAV é mais barato no DF.

Até as 18h, último boletim divulgado pela Inframérica, concessionária que administra o terminal, foram registrados 103 pousos e 97 decolagens. Dois voos atrasaram.