Com 5 vagas para adultos, DF tem 98% das UTIs Covid privadas ocupadas

Hospitais particulares do Distrito Federal estão com 394 leitos de UTI Covid preenchidos e 100% das unidades pediátricas ocupadas

atualizado 19/04/2021 9:06

Superlotação UTIs DFIgo Estrela/Metrópoles

A taxa de ocupação de unidades de terapia intensiva (UTIs) destinadas a pacientes adultos com Covid-19 na rede privada do Distrito Federal atingiu 98,7% na manhã desta segunda-feira (19/4). São 394 leitos de UTI Covid preenchidos, com apenas cinco para adultos disponíveis e 45 bloqueados. Os dados constam no sistema InfoSaúde, do Governo do Distrito Federal (GDF), atualizado às 7h55.

Os cinco leitos adultos disponíveis ficam no Hospital São Francisco (Ceilândia), Hospital Sírio Libanês (Asa Sul) e Hospital Santa Luzia (Asa Sul). Os leitos pediátricos da rede privada atingiram 100% de ocupação no DF na sexta (16/4).

0
Rede pública

Na rede pública de saúde, o índice também permanece elevado. Às 8h25, a ocupação dos leitos de UTI estava em 96,3%. Atualmente, há 440 leitos públicos para Covid-19 preenchidos e 17 vagos. Entre os disponíveis, sete são neonatais e 10 adultos. Outros 11 aguardam liberação.

Ainda conforme os dados do painel do GDF, 85,9% dos pacientes em UTIs públicas ficam internados por até 15 dias para tratar o novo coronavírus. Outros 11,4% ficam até 30 dias, e 2,7% passam mais de um mês no leito.

Até as 7h30 desta segunda, a lista de espera por UTI na rede pública somava 170 pessoas com suspeita ou confirmação de infecção pelo novo coronavírus. A fila por UTIs em geral tem 250 pacientes.

Últimas notícias