Empresas alegam prejuízo com coleta seletiva e serviço é interrompido em nove regiões do DF

Suspensão temporária começa neste domingo (13/12). SLU estuda propostas para tornar o serviço eficaz e sustentável

O Serviço de Limpeza Urbana (SLU) informou que a coleta seletiva será interrompida, a partir de domingo (13/12), em nove regiões administrativas do Distrito Federal: Candangolândia, Gama, Núcleo Bandeirante, Park Way (a partir da Quadra 6), Recanto das Emas, Riacho Fundo I e II, Samambaia e Santa Maria. Segundo a autarquia, o formato adotado atualmente não tem eficiência em certos locais, por isso o órgão preciso estudar as particularidades de cada região para adotar um novo modelo.

O serviço, que foi uma das principais bandeiras do Governo Agnelo, já havia sido paralisado no fim de março em outras cinco localidades. As empresas que atuam nessas áreas alegam prejuízos financeiros e não quiseram renovar os contratos com o GDF. Para o SLU, da maneira como é feito hoje, o serviço não atende também a critérios de sustentabilidade.

Entre as principais dificuldades do sistema de coleta seletiva de Brasília — contratado na gestão anterior — estão a falta de planejamento e o desconhecimento das diferenças do lixo produzido em cada localidade. Em fevereiro de 2014, o serviço — iniciado nas Asas Sul e Norte, em Brazlândia, no Cruzeiro, no Lago Norte e no Setor Militar Urbano — expandiu-se para as 31 regiões administrativas, além da área rural, sem distinção entre as características de cada lugar.

O SLU estuda novas maneiras de fazer a coleta seletiva em Brasília. Uma consultoria foi contratada pela Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento do Distrito Federal (Adasa) para analisar e caracterizar os resíduos — divididos em 17 diferentes categorias — por região.

Moradores de onde o serviço estiver interrompido têm a opção de levar materiais recicláveis para os chamados locais de entrega voluntária (LEVs), em parceria com a iniciativa privada, considerados tendência em cidades da Europa. Supermercados de Brasília oferecem essa alternativa.

O serviço segue normalizado em outras regiões administrativas como Águas Claras, Brazlândia, Ceilândia, Estrutural, Park Way (até a Quadra 5), Taguatinga, Vicente Pires, Cruzeiro, no Guará, no Plano Piloto, no Setor de Industria e Abastecimento (SIA) e no Sudoeste/Octogonal.

Com informações da Agência Brasília