Pesquisadoras do Inep vencem desafio de dados sobre educação

Organizado pela empresa brasiliense de tecnologia da informação Qubo Tecnologia, o datathon teve 766 inscritos

Thiago S. Araújo/DivulgaçãoThiago S. Araújo/Divulgação

atualizado 27/11/2019 21:05

Três pesquisadoras do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP) são as campeãs do Desafio de Dados da Educação. Com base em informações públicas, elas desenvolveram o projeto “Estratégia de alocação dos docentes na rede de ensino para melhorar os resultados da meta 15 do PNE”, que venceu a competição após votação popular.

O grupo concorreu com 766 equipes inscritas e foi selecionado para a fase final por uma curadoria técnica. O resultado foi revelado nesta terça-feira (26/11/2019) no Data Meeting Brazil, em Brasília.

As servidoras públicas Camila Souto (estatística), Rachel Rabelo (economista) e Thaysa Souza (estatística) ganharam uma viagem para conhecer um dos principais polos de tecnologia do mundo, nos Estados Unidos. O projeto das especialistas mostra como cada estado/município pode reorganizar a distribuição dos professores de acordo com a demanda.

Todos os detalhes sobre esse estudo, além dos outros nove finalistas que concorreram ao Desafio de Dados, foram publicados no site da competição e ficarão disponíveis para utilização imediata e gratuita.

Futuro da tecnologia

O evento ocorreu no Royal Tulip, em Brasília, e discutiu o futuro da tecnologia, educação e análise de dados. O encontro  reuniu especialistas, pesquisadores e estudantes de todo o país para o debate sobre tecnologias, futuro da educação e cultura da análise de dados no mundo.

Segundo Gustavo Guimarães, presidente da Qubo Tecnologia, o Data Meeting Brazil proporcionou uma oportunidade para descobrir tendências, vivenciar experiências e aprender com quem está mudando a sociedade. “Foi um evento inédito no país e teve uma proposta especialmente elaborada para gerar transformação e inspiração”, afirma Guimarães.

A professora de administração da Universidade de São Paulo (USP) Alessandra Montini diz que há muitos dados disponíveis e o desafio é extrair benefícios para a sociedade. “A questão é como fazer para captar essa quantidade de informação e usá-la para tomada de decisão”, ressaltou a docente.

2º Desafio de Dados

Organizado pela Qubo Tecnologia, empresa brasiliense de tecnologia da informação, com apoio institucional do Todos pela Educação e da Controladoria-Geral da União (CGU), a maratona de dados reuniu especialistas em tecnologia, analistas, estudantes e pessoas interessadas em dados de todo o Brasil.

O tema deste ano foi a educação. Os participantes montaram equipes e analisaram dados abertos da educação pública brasileira. O resultado da maratona foi divulgado no dia ‪26 de novembro, em Brasília, na conferência Data Meeting Brazil.

Últimas notícias