Cemitérios do DF não realizarão velório de vítimas do coronavírus

Medida foi tomada em conformidade com os protocolos da Secretaria de Saúde, que recomenda a cremação

atualizado 24/03/2020 18:45

Andre Borges/Especial para o Metrópoles

Os cemitérios do Distrito Federal não poderão realizar velórios de pacientes que morram em decorrência do novo coronavírus. A medida foi tomada pela empresa que administra os seis unidades existentes na capital do país e segue protocolos da Secretaria de Saúde.

De acordo com o chefe da pasta, Francisco Araújo, a recomendação da vigilância epidemiológica é, de fato, não enterrar quem tenha suspeita de ter contraído a Covid-19. “Os corpos precisam ser cremados, se houver confirmação, que só é feita através de exame”, disse.

Mesmo aqueles velórios em que não há suspeita de contaminação, desde o último dia 17, têm duração máxima de duas horas, enquanto o cortejo não poderá passar de 30 minutos.

Além disso, é permitida a presença de apenas 10 pessoas por vez dentro das capelas durante os velórios. Caberá aos próprios familiares o controle de entrada e saída de parentes e amigos do velado.

As decisões, afirma a assessoria dos cemitérios, foram aprovadas pela Secretaria de Estado de Justiça e Cidadania (Sejus-DF).

Protocolos

Procurada, a pasta informou que os procedimentos têm como objetivo “que tanto a área cemiterial como a funerária possam praticar medidas para a diminuição dos efeitos colaterais dessa pandemia”.

Ainda de acordo com a secretaria, “o protocolo está em fase de revisão e deverá ser publicado nos próximos dias no Diário Oficial do Distrito Federal”.

Últimas notícias