CEB lança, na quarta, programa contra assédio moral na empresa

Estatal vai promover práticas que assegurem um ambiente de trabalho saudável e respeitoso

Michael Melo/MetrópolesMichael Melo/Metrópoles

atualizado 21/10/2019 22:46

A Companhia Energética de Brasília (CEB) lançará o Programa de Prevenção e Enfrentamento ao Assédio Moral na quarta-feira (23/10/2019). Segundo a empresa pública, o foco será o combate à prática ilegal e imoral.

A estatal promete a promoção de ambiente de trabalho sadio e respeitoso. O Métrópoles noticiou o problema no assédio moral e sexual no GDF ao longo dos últimos governos em reportagem publicada em 29 de setembro passado.

O Ministério Público do Trabalho do DF (MPT-DF) investiga 20 casos que ocorreram desde 2013. Um dos casos relatados é de 2016 e envolve a CEB Distribuição, subsidiária da estatal, no qual a empresa é ré. Na Justiça, o MPT cobra a adoção de medidas para evitar o assédio na empresa e multa de R$ 5 milhões.

No fim de setembro, quando a reportagem foi publicada, a CEB Distribuição enviou nota sobre o assunto. Diz que foi instaurada sindicância, na qual “não ficou caracterizada a prática de assédio sexual”. A assessoria de Comunicação e Eventos afirmou que a companhia já promovia campanhas internas sobre o tema.

“As ações culminaram, em junho de 2019, na aprovação em Diretoria Colegiada do Programa de Prevenção e Enfrentamento ao Assédio Sexual e Moral na CEB. O programa já foi encaminhado ao Ministério Público para conhecimento”.

Últimas notícias