Banda de policiais civis do DF promove ação para adquirir remédio mais caro do mundo

A família de João Guilherme precisa de recursos para comprar o medicamento Zolgensma, que custa R$ 12 milhões

atualizado 26/01/2021 8:52

João Guilherme AMEArquivo pessoal

Policiais civis do Distrito Federal que integram a banda P40 vão promover uma live, em 4 de fevereiro, a fim de arrecadar dinheiro para o garoto João Guilherme, diagnosticado com Atrofia Muscular Espinhal (AME).

A família da criança precisa de recursos para adquirir o remédio mais caro do mundo, o Zolgensma, que custa R$ 12 milhões. Além do medicamento, os pais de João devem arcar com outros custos destinados aos cuidados especiais do garotinho.

O show será transmitido às 21h, por meio do canal da banda no YouTube. A P40 é formada por delegados da PCDF e tem um repertório repleto de sucessos do pop rock nacional e internacional. A apresentação também contará com a participação de outros policiais músicos.


Diagnóstico

João Guilherme nasceu em Goiânia, com 42 semanas, de parto normal. Com 37 dias de nascido, o pequeno engasgou em casa e foi preciso chamar o Corpo de Bombeiros. Ele foi levado para o pronto-socorro. Na unidade de saúde, o médico disse que eram gases e deu alta.

“Porém, eu, como mãe, sabia que tinha algo errado. O meu filho estava bem mole, com dificuldades para respirar. Foi quando decidi pegar um ônibus e levá-lo para o Hospital Materno Infantil (Hmib). Chegando lá, em pouco tempo após atendimento, levaram o João Guilherme para o oxigênio, do oxigênio ele foi para o quarto. Até que passou uma médica no quarto, e eu comentei com ela que eu tinha tido uma filha com AME. Prontamente, a médica plantonista chamou uma neurologista pediátrica, que, por sorte, tinha um kit na bolsa para coleta do teste genético”, detalhou Bruna de Fátima, mãe de João Guilherme.

Ela relata que ficou dois dias na enfermaria e, a partir dali, o filho não conseguiu mais respirar sozinho. O quadro começou a complicar, e ele precisou ser entubado. Após 22 dias da coleta do exame genético, a família recebeu a confirmação de que João Guilherme era portador de AME. Foi, então, que os médicos começaram o tratamento específico.

Doe
As doações podem ser feitas por meio das contas:

Banco Itaú
Agência: 4425
Conta-corrente: 32336-9
CPF: 099.776.011-78
João Guilherme Brusda

Banco do Brasil
Agência: 3888-1
Conta-poupança: 39832-2
Variação: 51
CPF: 099.776.011-78
João Guilherme Brusda

Nubank
Banco: 260
Agência: 0001
Conta: 18542542-8
Bruna de Fátima (mãe do João)
CPF: 757.435.401-44

PagSeguro Internet S.A
Banco: 290
Agência: 0001
Conta: 16205101-5
Bruna de Fátima (mãe do João)
CPF: 757.435.401-44

Banco Santander
Agência: 2362
Conta-corrente: 010090074
Bruna de Fátima (mãe do João)
CPF: 757.435.401-44

Pix
PIX: 099.776.011.78
João Guilherme Brusda

Vaquinha on-line
vaka.me/1109709

Aplicativo joyz rede do bem
AME JOÃO GUILHERME

Doações internacionais:

Gofundme:
https://gf.me/u/yjnxk4

Pay pal: [email protected]

Mais lidas
Últimas notícias